Quem sou eu

Minha foto

Pra não dizer que não falei das flores, vamos falar de Scrap.

sexta-feira, 2 de março de 2012

DICAS PARA INICIANTES OU NÃO...

Olá pessoal, estive pensando por muito tempo em sobre o que escrever nessa sexta feira, fiquei entre "memorabilia" e "gostos".
Decidi pelos gosto e por que não dizer também os desgostos.
Por que?
Faço Scrapbooking há 5 anos, no começo fiquei muito confusa com a quantidade de informações, leituras e cursos relativos ao assunto. Eu experimentava e experimento até hoje de tudo, todas as técnicas, todos os estilos, todos os materiais, inclusive os alternativos, que eu adoro.
Demorou um pouco pra saber que embora eu adore certos estilos, como oshabby chicvintage, o clean, entre outros eu me dou melhor com o da colagem, por exemplo.
Como tenho um filho, fico bastante travada com o shabby, e gosto muito do vintage, mas acho que não é sempre que ele combina com a vivacidade de um moleque.
Também descobri coisas que não gosto de faze....por favor não se trata de criar polêmicas, apenas são coisas que não gosto, como fazer cartões, dressforms, cupcakes.
Materias que não gosto de usar: kits prontos e plásticos.
Moda e tendências existem em tudo, mas é preciso se cuidar para não cair em armadilhas de marketing, especialmente relativas aos papéis, já cai em várias.
Use  e abuse do material que já tem comprado e não se preocupe se está na moda ou não.

A coisa que mais amo fazer em meus LO é escrever alguma coisa de próprio punho, nem que seja a assinatura.
Outra coisa que pra mim é indispensável é o "journaling", o texto que se escreve pra contar uma história sobre a foto e ou preservar simplesmente a memória daquele momento.
Acho que coloquei bastante coisas pra se pensar por aqui.

só mais um lembrete, scrapbooking é caro em vários aspectos, mas não há a menor necessidade de que seja caro para ser de bom gosto e bonito.
Tenham um excelente final de semana.

2 comentários:

Elisabeth Sarkis disse...

Boas dicas querida, parabens pela pagina,bjs

Samanta disse...

Concordo com tudo que escreveu Paula. Afinal, gosto não se discute. E quanto aos gastos, hoje em dia é bem mais barato conseguir diversos materiais do que há 5 anos. Com a divulgação o scrap tem se tornado muito mais acessível a quem está disposto a colocar sua criatividade em prática!!
Beijos.